Atletas do BRASÍLIA VÔLEI fazem exames físicos para a pré-temporada

cidadania_1
BRB/Brasília Vôlei encerra visitas de abril no CED 07 de Ceilândia
7 de abril de 2016
Agnaldo Santos
Agnaldo Santos: o homem dos números do Brasília Vôlei
2 de setembro de 2016

Atletas do BRASÍLIA VÔLEI fazem exames físicos para a pré-temporada

cidadania_4

As jogadoras do BRASÍLIA VÔLEI esteve, na manhã desta quarta-feira (24), no Centro de Medicina Preventiva e Esportiva (CEMPRE), no Hospital Ortopédico e Medicina Especializada (HOME), para a realização de exames e testes físicos.

cidadania_4O objetivo dos exames é avaliar a o condicionamento físico e outros aspectos da saúde de cada uma, já que as jogadoras voltaram recentemente das férias e estão iniciando a pré-temporada. Os exames foram coordenados pelo Doutor Gustavo Orrico Carneiro, especialista em Medicina do Esporte e do Exercício. Ele dividiu os exames em cinco etapas: avaliação cardiológica; respiratória; eletro de repouso; avaliação corporal e o teste de pisada. “O conjunto das avaliações foram programadas para que tenhamos os resultados de respiração, capacidade de esforço, composição de massa corporal e também como cada uma pisa ou salta, para que possamos indicar o tipo adequado de palmilha ou calçado ideal. Tudo com o ideal de que elas atinjam o máximo da capacidade física no esporte”, explica.

O preparador físico do BRASÍLIA VÔLEI, Lucas Tessutti, ressalta a importância dos procedimentos médicos. “Os testes são interessantes não apenas para sabermos a performance das jogadoras, mas também o quesito saúde. Podemos assim ter mais segurança no trabalho feito com o grupo porque é fundamental ter um equilíbrio muscular de membros inferiores e superiores, para que as lesões diminuam ao máximo. Fizemos um panorama geral de cada uma com o Doutor Ulisses de Araújo, no Centro de Treinamento de Educação Física Especial (CETEFE) e depois faremos exames de sangue, para então podermos conhecer o estado completo das atletas”, explica.

Para o o médico Gustavo Carneiro, é fundamental que os testes sejam realizados no início, meio e fim da temporada. “Quando o atleta volta de férias perde um pouco da capacidade aeróbica. Os testes são realizados para que esse condicionamento possa ser trabalhado e reestabelecido rapidamente. O BRASÍLIA VÔLEI está de parabéns dando esta atenção médica, porque atletas estabelecem uma meta de melhora física com a confiança e garantia de que estão aptas à pratica esportiva”, finaliza.

cidadania_3Exceções

As únicas atletas que não puderam se juntar ao elenco foram as que estão na Seleção Brasileira Principal (Bárbara, Sassá e Macris); Seleção Brasileira Sub-23 (Domingas e Kasiely) e Seleção Universitária (Amanda). Lucas Tessutti conta que “seria excelente que, quando elas chegassem em Brasília, fizessem o mesmo procedimento”, mas que buscará os exames realizados pela Confederação Brasileira de Vôlei.

O BRASÍLIA VÔLEI é patrocinado pela Terracap, Corretora Seguros BRB, Bancorbrás, Lupo Sports e SESI.