O BRB/Brasília Vôlei já está a todo vapor para a temporada 2018/2019

Parabéns Profissionais de Educação Física.
1 de setembro de 2018
Brasília Vôlei participa de Feira de Profissões no Colégio La Salle.
14 de setembro de 2018

O BRB/Brasília Vôlei já está a todo vapor para a temporada 2018/2019

Equipe BRB/Brasilia Vôlei

As atletas já concluíram à fase dos exames médicos e passaram por avaliações corporais e clínicas detalhadas, o que ajudará na preparação em quadra.

Em fase inicial para a disputa da Superliga, o BRB/Brasília Vôlei deu início ao período de treinamento com bola. O time da capital contará com as levantadoras Diana Ferreira e Mari Barreto, as centrais Fê Campos, Angélica Malinverno, Mimi Sosa, Eduarda Paula, as ponteiras Natália Gonçalves, Natália Fernandes ,as opostas Renatinha, Neneca e a líbero Dani Terra.

O comando ficará por conta do experiente Hairton Cabral, que deixou a capital paulista, após 16 anos. O novo treinador, que também faz parte da comissão técnica da Seleção Brasileira Feminina Sub-18, comandará a equipe, juntamente com Inácio Júnior, que será o preparador físico e auxiliar-técnico.

 

Time

Destaque para o retorno da central Angélica, medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto em 2015. A atleta vem para sua segunda temporada defendendo a equipe candanga. “Fui muito feliz quando joguei em Brasília. Profissionalmente foi um ano muito produtivo e isso foi decisivo na minha razão para voltar”, conta. Angélica revela as expectativas para a competição. “ Será um ano de muito trabalho, dedicação e muitas alegrias”, pondera.

A equipe também contará com a experiente oposta Renatinha Colombo, campeã do Grand Prix 2005/2006, da Copa dos Campeões 2005 e da Copa Pan-Americana 2006.  Representando a capital federal pela primeira vez, Renatinha conta a expectativa para a competição. “Estou muito feliz em representar Brasília e espero que tenhamos uma boa temporada. Sabemos que será uma Superliga bem disputada e devemos nos preparar para esse desafio”, comenta.

O time candango também têm mais uma estreante na capital federal.  A levantadora Diana Ferreira já atuou em grandes equipes na Grécia, Espanha e Portugal e vêm para somar experiência no time candango. “Estamos trabalhando forte para alcançarmos bons resultados. Temos jogadoras de qualidade e nosso técnico com uma experiência enorme. A ansiedade é grande para que comece logo a Superliga. Sabemos que todos os anos a disputa aumenta ainda mais, mas vamos brigar por cada ponto”, declara.

Para essa temporada, uma atleta de peso no cenário internacional do vôlei terá Brasília como casa. A central Mimi Sosa nasceu na Argentina, em Ibarreta, uma pequena cidade próxima da fronteira com o Paraguai. O ponto alto de sua carreira foi nos Jogos Olímpicos do Rio, quando ajudou a seleção da Argentina a disputar a competição após 52 anos de ausência. Agora, Mimi estará defendendo a capital do Brasil.

 

A Superliga terá início em Novembro. Em breve, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), divulgará a tabela de jogos.